Wolmir Amado, reitor da PUC-GO, Demóstenes Torres e o arcebispo dom Washington Cruz

No lançamento da Jornada da Cidadania, série anual de eventos sociais e culturais da PUC-GO e Arquidiocese de Goiânia, o arcebispo dom Washington Cruz elogiou o procurador de justiça Demóstenes Torres. “Demóstenes é inovador”, disse o arcebispo de Goiânia sobre iniciativas do ex-senador.

Demóstenes autografou para dom Washington e o reitor da PUC-Goiás, Wolmir Amado, seu livro “1ª Vítima de Fake News — … Como Eu Estava Falando Antes de Ser Brutalmente Interrompido…”.

“Dom Washington foi e é muito importante na minha vida”, agradeceu Demóstenes. “Após a queda provocada pelo PT e o restante da banda podre da política, a fé em Deus me salvou.” As orações de líderes como o arcebispo “foram fundamentais” para livrá-lo da depressão.

Em seguida, Demóstenes foi a Anápolis e se reuniu com pastores da Assembleia de Deus. Em sua longa jornada noite a dentro na luta para recuperar seus direitos e provar sua inocência, Demóstenes contou também com as orações dos evangélicos. Com informações Jornal Opção