Da Redação JM Notícia 

Deputado Federal Rômulo Gouveia morre após infarto fulminante

Na madrugada deste domingo  (13), faleceu o deputado federal Rômulo Gouveia, presidente do PSD da Paraíba, vítima de um infarto fulminante. Segundo a assessoria do parlamentar, ele sentiu fortes dores e foi levado ao Hospital Antônio Targino, em Campina Grande, mas as tentativas de reanimação não foram suficientes e ele não resistiu.

Aos 53 anos, Rômulo se recuperava de uma infecção que o fez ficar internado no Hospital da Santa Clara. Ele recebeu alta no sábado  (12) e repousava em sua casa. Até que  por volta das 2h da madrugada sentiu fortes dores e foi levado ao hospital.

Rômulo era conhecido como um dos deputados mais carismáticos da Paraíba, sua trajetória política começou quando ele foi eleito a vereador de Campina Grande, depois a deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, vice-governador e, por fim, deputado federal.

Na Câmara Federal, o suplente da coligação, Marcondes Gadelha, vai assumir o mandato e o deputado estadual Manoel Ludgério assumirá a presidência do PSD.

VEJA TAMBÉM
PSD lança Diogo Fernandes candidato a deputado federal

Confira a nota da assessoria

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento do deputado federal Rômulo Gouveia, presidente estadual do PSD. Seu velório acontece a partir da tarde deste domingo no cemitério Campo da Paz e o sepultamento na tarde desta segunda-feira.

Rômulo foi vítima de um infarto fulminante. Após uma semana hospitalizado, para tratar uma infecção urinária, ele recebeu alta na noite deste sábado. Ao sentir os sintomas do infarto, o deputado foi socorrido para o hospital Antônio Targino, mas não resistiu. Rômulo foi vereador de Campina Grande, presidente da Câmara, deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, vice-governador da Paraíba e atualmente era o quarto-secretário da Câmara Federal, tendo recebido a maior votação para ocupar um cargo da Mesa Diretora na história do Congresso Nacional.

Filho de José Antônio de Gouveia e Berenice de Almeida Gouveia. Rômulo era casado com a pedagoga e ex-deputada estadual Eva Gouveia. Ele também era pai de quatro filhos: Robson, Lucas, Pablo e Rômulo Filho.

Rômulo Gouveia foi administrador, bacharel em Direito e funcionário público, foi presidente SAB (Sociedade de Amigos de Bairro) do Jardim Tavares em Campina Grande e da UCES (União Campinense de Equipes Sociais). Em 1989 foi convidado para ocupar o cargo de coordenador da Merenda Escolar da 3ª Região de Ensino em Campina Grande, depois, Diretor Regional da Companhia Estadual de Habitação Popular em 1991, até entrar na política em 1992 quando foi eleito vereador.