Da Redação JM Notícia

O vereador Diogo Fernandes (PSD) lamentou nesta terça-feira (15) saber que a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) vetou o projeto de sua autoria que impedia as empresas de água e energia elétrica de cobrar a taxa de religamento dos consumidores que tiveram o serviço cortado por falta de pagamento.

“Hoje estou entristecido com a postura da prefeita Cinthia por ter vetado um projeto de lei de minha autoria que apresentamos a alguns meses atrás, que proibia a taxa de religação cobrada por parte das concessionárias de água e energia elétrica”, declarou.

Na visão de Fernandes a cobrança dessa taxa é “um absurdo”, pois os consumidores já pagam multas e juros ao quitarem as contas em atraso. “Se ele paga juros e multas, para que mais uma taxa? Essa taxa é apenas um adicional que as empresas Energisa e BRK inventam para tomar o dinheiro do povo tocantinense”, declarou.

O projeto de Diogo Fernandes, aprovado na Câmara, foi elogiado pelos palmenses, mas com o veto da prefeita a população pode não se beneficiar do fim da taxa de religação.

VEJA TAMBÉM
Motorista que atropelou cinco atletas em estrada de Palmas confessa que estava embriagado

Para impedir que isto aconteça, o vereador pediu ajuda da Câmara para que possam ter votos suficientes para derrubar o veto e assim garantir que a lei entre em vigor e venha a atender os anseios da população.