Da Redação JM Notícia

Papa Francisco

Em uma conversa com um homem de 54 anos que foi abusado sexualmente por um padre quando era criança, o Papa Francisco deu uma declaração que animou a comunidade LGBT, por indicar uma aproximação entre a Igreja Católica e os homessexuais.

Juan Carlos Cruz foi abusado sexualmente pelo bispo Fernando Karadima e hoje se assume como homossexual. Segundo a imprensa internacional, o chileno recebeu apoio do Papa durante uma conversa e líder católico teria dito: ” Juan Carlos, que você é gay não importa. Deus te fez assim e ele te ama assim, e eu não me importo. O Papa quer você assim, você tem que ser feliz com quem você é”.

As denúncias contra o bispo chileno Fernando Karadima abalaram a Igreja Católica em 2010, e o Vaticano precisou condená-lo a “uma vida de orações e penitências”. Mas as acusações feitas por Cruz são contestadas por algumas lideranças católicas locais que o acusam de estar mentido sobre o caso, além de afirmarem que ele é “pervertido”.

Os bastidores da conversa realizada na semana passada entre Papa Francisco e o chileno foram publicados neste sábado (19) no jornal El Pais. Até o momento o principal porta-voz do Vaticano, Greg Lake não confirmou se as palavras do Papa foram exatamente essas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here