Da Redação JM Notícia

Denúncia da exposição foi feita pela página “UFPE – Paralela” no Facebook

O Centro de Artes e Comunicação (CAC) da Universidade Federal do Pernambuco está com uma “exposição de arte” que tem revoltado os cristãos locais e começa a chamar a atenção de todo o país por vilipendiar objetos e símbolos cristãos.

Em parte da exposição, por exemplo, há uma Bíblia com páginas rasgadas e partes íntimas desenhadas, como ânus e vagina. Na exposição “Tramações : Cultura Visual, Gênero e sexualidades” vemos obras que fazem apologia ao aborto e causas defendidas pelos movimentos feminista e LGBT.

Segundo os organizadores, o objetivo é debater “as questões de gêneros e sexualidades e criamos poéticas para pensar/sentir os feminismos, os discursos queer, o corpo e as relações de poder estabelecidas pelos demarcadores sociais da diferença”.

Mais uma vez vemos a palavra “queer” utilizada em exposições que contesta a Palavra de Deus e zomba da fé de cristãos. A denúncia foi feita por uma página alternativa de estudantes da UFPE que não concordam com o teor da exposição.

A utilização da bíblia protestante como uma peça da exposição. Dentro desta, há vários rabiscos, páginas rasgadas e colagens. Alguns rabiscos e alterações são realizados pelo público e outros foram previamente feitos pelo artista”, diz a página “UFPE – Paralela”.

VEJA TAMBÉM
Tocantins adere ao Pacto Nacional de Enfrentamento à LGBTfobia

 

Imagens polêmicas:

Outras imagens:

Exposição de “Arte” na UFPE – Tramações: Cultura Visual, Gênero e Sexualidades, Galeria Capibaribe do Centro de Artes e…

Posted by UFPE – Paralela on Thursday, May 24, 2018