Da Redação JM Notícia

A demora no diagnóstico é o principal problema pois atrasa o início do tratamento (Foto: Pixabay)

O Conselho Regional de Medicina divulgou um levantamento onde é possível constatar que o câncer é a principal causa de mortes em 11 cidades do Tocantins.

Em Ipueiras, na região central do estado, a doença foi a causa de 36% das mortes em 2016. Em Divinópolis e Crixás, o câncer foi responsável por 33%. A lista é composta ainda por São Salvador do Tocantins (29%), Aragominas (25%), Silvanópolis (23%), Caseara (25%), Conceição do Tocantins (22%), Maurilândia do Tocantins (25%), Chapada da Natividade (19%) e Itaporã do Tocantins (23%).

Segundo a avaliação dos pesquisadores, a demora no diagnóstico é a principal problema na hora de buscar tratamentos efetivos contra a doença. “É um número muito elevado de pacientes que morrem, às vezes até sem tratamento. Se já iniciou o sintoma, é porque o paciente já está sofrendo a doença. Até conseguir os exames que confirmem, ele já perdeu o tempo de tratamento”, diz a presidente do CRM-TO, Jussara Martins Oliveira.

O Instituto Nacional do Câncer estima que este ano haverá mais 2,7 mil casos confirmados da doença entre os moradores do Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here