Ponto & Vírgula: Confundir o eleitor por Francisco Vieira

Quando apoiamos alguém ou tomamos decisões serias nos preocupamos com indecisões sobre as ações mais complexas no ponto de vista que mais convém.

No universo da política essas indecisões servem de reparos para os ajustes ocorridos desde que as possíveis alianças mudem acordos.

Por exemplo mudar o foco várias vezes em curto prazo pode deixar o eleitor confuso na hora de tomar suas decisões. O eleitor é o único que tem o poder do voto e quando um povo se divide se faz como facilitadores de fraudes. Quem não já se arrependeu de ter votado em alguém?

A verdade é que precisamos mudar as atitudes. Será que queremos isso mesmo? De que adianta se indignar com o desperdício do dinheiro público aplicados em obras inacabáveis e faraônicas?

Os mais radicais neste ponto de vista estão situado e altamente envolvidos no jogo e não será difícil distinguir entre aqueles que apoiam a direita ou a esquerda. Eles estão por todos os lados prontos para defender todas as inconsistências e escândalos de seus candidatos.

VEJA TAMBÉM
Vereador Filipe Martins reforça apoio a Vicentinho Alves no 2º turno: "Vamos continuar a luta"

E tenho dito.

Francisco Vieira Vieirinha.

Publicitário e Jornalista DRT – 0001018/TO.