Da Redação JM Notícia

Na manhã desta terça-feira (19) os vereadores de Palmas votaram os vetos do Executivo, entre eles, o que impede as concessionárias de cobrar taxa de religação de água e energia e o que cria uma área para ciclistas na capital.

De autoria do vereador Diogo Fernandes (PSD), o projeto teve apoio dos vereadores e foi aprovado na Casa de Lei, garantindo aos munícipes a não cobrança da taxa de religamento dos serviços de água e energia elétrica.

Em sua justificativa, o parlamentar declarou que os consumidores já pagam multas e juros nas contas atrasadas e não deveriam ser cobrados de mais uma taxa.

A prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) vetou o projeto e hoje, com oito votos a oito votos, o veto foi mantido. Sendo assim, os palmenses continuarão a ser cobrados da taxa.

Diogo Fernandes lamenta decisão

Diogo Fernandes lamentou a decisão da Câmara: “foi uma vergonha a atitude de alguns vereadores que votaram contra o povo, votando a favor da Energisa e da BRK que comentem abusos e cobram Taxas ilegais do consumidor”.