Da Redação JM Notícia

Por conta da eleição suplementar, a partir desta terça-feira (19) nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto em caso de flagrante ou sentença por crime inafiançável.

Os tocantinenses decidirão no domingo (24) se Mauro Carlesse (PHS) ou Vicentinho Alves (PR) ocuparão o cargo de governador no mandato tampão que durará até dezembro deste ano.

A votação acontecerá em todos os 139 municípios do estado. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral serão disponibilizadas 4.998 urnas, distribuídas em 3.718 seções de votação.

Na quinta-feira (21) se encerram as propagandas políticas, reuniões públicas e comícios. Nesse mesmo dia a TV Anhanguera realizará um debate entre os candidatos.

Na sexta (22) é o último dia da propaganda eleitoral gratuita do segundo turno no rádio e na TV, também é o último dia para a divulgação paga na imprensa escrita, de propaganda eleitoral do segundo turno.

Na véspera da eleição, no sábado (23), a Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica promoverá o sorteio das seções eleitorais. As urnas serão submetidas aos procedimentos de auditoria da votação eletrônica.

VEJA TAMBÉM
"Nossa ideologia não comunga com PCdoB e PT", diz Filipe Martins

No dia 9 de julho o candidato que vencer a eleição será diplomado e passará a comandar o Estado do Tocantins até o dia 31 de dezembro. No dia 1º assume o candidato que ganhar a eleição de outubro.