Da Redação JM Notícia

O Facebook bloqueou por 30 dias a conta do pastor Abílio Santana. Segundo o religioso, o motivo do bloqueio foi uma publicação onde ele criticava um concurso realizado por uma associação LBGT americana que escolhe, anualmente, o “Jesus gay mais gostoso”.

O pastor teceu críticas a este tipo de evento e teve seu conteúdo excluído, ficando impedido de utilizar a rede social. “Quem é que está por trás, monitorando as publicações?”, questionou o pastor.

O Facebook tem servido como plataforma de divulgação de conteúdo progressista, tanto que seu dono, Mark Zuckerber, chegou a ser questionado pelos senadores americanos sobre o desaparecimento de páginas conservadoras e precisou confirmar de que de fato há esse controle para impedir o alcance do conteúdo conservador na plataforma.

Mesmo ciente de que há uma perseguição contra quem não apoia essas pautas progressistas, o pastor Abílio Santana gravou um vídeo para declarar que não pretende deixar a rede social e nem deixar de dizer o que pensa.

“Não está em mim bater em retirada, não está em mim me calar. Em defesa da fé, da família, da ética e da moral, eu vou sempre protestar. Sou cristão, mas não sou otário”, completou.

VEJA TAMBÉM
Na Holanda, grupo de LGBTs agride cristãos e grita: 'Deus é gay'

Assista:

https://www.facebook.com/100004269997128/videos/1093765804109076/