Da Redação JM Notícia

Em 2014, Bolsonaro esteve na Marcha para Jesus do Rio de Janeiro ao lado de Magno Malta e Silas Malafaia

O pastor Silas Malafaia usou o Twitter para comentar a entrevista feita por jornalistas de grandes veículos nacionais durante o programa Roda Viva, na TV Cultura, com o pré-candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro.

Uma das questões mais criticadas pelo pastor foi a afirmação feita por um jornalista de que Jesus foi um refugiado, logo, Bolsonaro como cristão, não poderia criticar os refugiados como ele fez em entrevistas anteriores.

“Idiotice do jornalista do jornal o Globo > Jesus Cristo era um refugiado. Asneira de quem não entende nada de Bíblia e cristianismo”, declarou Malafaia. O debate teológico foi criado nos comentários.

A fuga de Maria e José para o Egito, como lemos em Mateus 2:13-23, mostra que para proteger Jesus de Herodes a família buscou uma região mais tranquila. Ocorre que o Egito também era dominado pelo Império Romano, o que para muitos não significa que eles ficaram em um novo país e tão pouco foram imigrantes ilegais que é a real crítica feita por Bolsonaro.

Malafaia também criticou o tom das perguntas feitas ao pré-candidato, muitas delas tentando o caracterizar ainda mais com rótulos como defensor da tortura, racista, homofóbico e outros. “Pensaram que iam detonar Bolsonaro, não conseguiram. Só rindo desses panacas kkkkkkkkkkkk”, escreveu.

O religioso, que já definiu seu apoio a Bolsonaro, chamou os jornalistas de esquerdopatas: “Ninguém quer saber de Bolsonaro, segundo a imprensa esquerdopata. Roda viva da tv cultura ficou em 1º lugar na audiência.Quanto mais eles batem em Bolsonaro, mais ele cresce no eleitorado. Avisa a mídia que as redes sociais acabaram com o monopólio da informação. SEGURA! Kkkkkk”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here