Da Redação JM Notícia

John Piper escreveu um artigo para o seu site, Desiring God, citando uma pesquisa recente que mostra que os norte-americanos gastam mais de 70 bilhões de dólares por ano com as loterias.

Na visão do pastor, os cristãos não devem apostar em jogos e para se justificar de tal afirmação ele listou 7 motivos com bases bíblicas. Confira:

1. É espiritualmente suicida
“Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição… Alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”. (1 Timóteo 6:9-10)

2. É uma forma de apropriação indébita
Um administrador não pode fazer apostas com o dinheiro do seu mestre. Tudo que você tem pertence a Deus. Tudo. Um administrador fiduciário não pode fazer apostas com o fundo fiduciário. Ele não tem esse direito. Na parábola dos talentos, é dito que prestaremos contas a Jesus pela maneira que lidamos com seu dinheiro. Eles saíram para trabalhar (Mateus 25:16-17). É assim que devemos buscar o nosso próprio sustento (1 Coríntios 4:12; 1 Tessaloniscenses 4:11; Efésios 4:28).

3. É uma tolice
As chances de ganhar são de uma em 176 milhões. Você pega dinheiro de verdade e compra uma chance. Essa chance é tão infinitesimalmente pequena que o dólar é praticamente perdido. 175.999.999 vezes. As pequenas quantias que são pagas com regularidade são como uma neblina que impede você de ver o que está acontecendo.

VEJA TAMBÉM
Cristão perseguido no Egito mantém esperança: "Tenho certeza de que Deus nos dará um novo amanhecer"

4. O sistema baseia-se na necessidade da maioria perder
Segundo o International Business Times, as loterias são “simplesmente mais um tipo de jogo de azar (sem o glamour e a pompa de Las Vegas, é claro). Tudo é controlado pela ‘casa’ e todos vão acabar perdendo”.

5. A loteria explora os pobres
A loteria apoia e incentiva “mais um vício destrutivo que se aproveita da ganância e dos sonhos desesperados daqueles que estão presos na pobreza… The Consumerist sugeriu que os pobres nos Estados Unidos – aqueles que ganham US$13.000 por ano ou menos – gastam incríveis 9% de suas rendas com bilhetes lotéricos… o que faz com que esse jogo ‘inofensivo’ seja como um ‘imposto profundamente regressivo’”.

6. Há uma alternativa melhor
Uma pesquisa realizada pela Opinion Research Corporation [Corporação de Pesquisa de Opinião] para a Consumer Federation of America [Federação do Consumidor dos Estados Unidos] e para a Financial Planning Association [Associação de Planejamento Financeiro] revelou que 1/5 (21%) dos entrevistados acreditam que a loteria é uma maneira prática de acumular riquezas. Nós estamos ensinando as pessoas a serem tolas.

VEJA TAMBÉM
Adolescentes são presas por evangelizarem na Etiópia: "É uma honra ser presa pelo Reino de Deus"

Se os US$500 (valor médio que cada família americana joga fora na loteria por ano) fossem anualmente investidos em um fundo indexado por 20 anos, cada família teria US$24.000. Não seria uma mera possibilidade. Seria algo garantido. E os impostos sobre esses rendimentos não só serviriam para manter os serviços do governo, mas seriam baseados em hábitos sensatos e sustentáveis na vida econômica.

7. Por causa da ânsia por dinheiro rápido, o governo está solapando a virtude sem a qual não pode sobreviver.
“Um governo que arrecada dinheiro incentivando e explorando as fraquezas de seus cidadãos se esquiva do mecanismo democrático de prestação de contas. Jogos de azar promovidos pelo Estado subvertem as virtudes cívicas que são a base do governo democrático”. (First Things, Setembro, 1991, 12)
Então, se você ganhar, não doe para o nosso ministério com o dinheiro da loteria. Cristo não edifica sua Igreja sobre as costas do pobre. Ore para que o povo de Cristo se sinta satisfeito com ele a ponto de se ver livre da ganância que nos faz ansiar por riquezas.