Da Redação JM Notícia

O vereador Folha Filho (PSD), presidente da Câmara Municipal de Palmas, foi recebido com aplausos ao retomar os trabalhos da Casa nesta quinta-feira (9) pela manhã.

Folha ficou dois dias preso por conta do mandato de prisão expedido contra ele pelo avançar das investigações da Operação Jogo Limpo, que investiga o desvio de R$ 7 milhões da Prefeitura de Palmas por meio de Fundesporte.

Acusado de ter recebido R$ 10 mil de uma das empresas fantasmas envolvida no esquema, o parlamentar citou que gere um orçamento de R$ 40 milhões na Câmara e que conseguiu economizar, devolvendo R$ 1 milhão no final do ano passado. “Será que eu iria envolver e derrubar toda minha história por R$ 10 mil?”, questionou.

Na tribuna, Folha Filho se declarou inocente e se apresentou como pré-candidato a deputado estadual, dizendo ao vereador Léo Barbosa, vice-presidente da Casa, que pretende trabalhar com ele na Assembleia Legislativa no ano que vem.

VEJA TAMBÉM
Major Negreiros foi liberado na madrugada do domingo após prestar depoimento

“Eu tenho uma missão aqui na terra dada por Deus e que me fez forte esses dias”, declarou o parlamentar ao comentar sobre a prisão. “Sairei desse processo mais fortalecido do que entrei”, completou.