Da Redação JM Notícia 

Na noite desta quinta-feira (9), a TV Bandeirantes realizou o primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República: Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Álvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) e Cabo Daciolo (Patriota).

Foram cinco blocos de perguntas e respostas sobre os mais diversos temas, mas se os telespectadores esperavam se surpreender com Bolsonaro, candidato polêmico com suas declarações, quem realmente surpreendeu o público foi Cabo Daciolo.

Evangélico pentecostal, Daciolo se apresentou como “servo do Deus vivo”, deu muitos “glórias a Deus” e apresentou suas propostas sempre seguidas pela frase “para honra e glória do Senhor Jesus”.

Em uma delas, ele.afirmou que com ele  presidente, o Brasil “será a primeira economia mundial para honra e glória do Senhor Jesus”, deixando os telespectadores surpresos. Daciolo ainda criticou seus concorrentes acusando de serem a “velha política”, citando o tempo de vida pública de cada um deles.

Mas a grande declaração feita pelo presidenciável foi dirigida ao candidato Ciro Gomes, quando Daciolo o questionou sobre a fundação do Foro de São Paulo e sobre a URSAL, uma proposta de unificação dos países da América Latina ligada à Nova Ordem Mundial. O candidato do PDT negou conhecer esse projeto e declarou que não participou da fundação do Foro de São Paulo.

VEJA TAMBÉM
"Anúncio da pré-candidatura do Dimas deu um baque no Amastha", diz aliado de Amastha

As declarações de Daciolo o fizeram se tornar um dos assuntos mais comentados do Twitter e no Google Trends, plataforma do Google que analisa o interesse de buscas dos internautas, foi possível notar o aumento repentino pelo nome do candidato e pelos termos “URSAL”, “Foro de São Paulo” e “teocracia”.