Da Redação JM Notícia

Mais de 40 mil unidades habitacionais do programa “Minha Casa Minha Vida” estão paralisadas, prejudicando que milhares de famílias de baixa renda consigam um imóvel próprio, permanecendo assim em áreas de risco ou pagando aluguel.

Famílias com renda familiar até R$ 1.800 fazem parte da faixa 1 do programa, cuja construção é bancada pelo poder público. Há 279 empreendimentos desse tipo com as obras paradas, o que significa 40.990 casas.

Lançado em 2009, o programa do Governo Federal construiu mais de 5,2 milhões de unidades habitacionais, porém só foram entregues quase 4 milhões delas.

Há várias razões para a paralisação das obras que é percebida em empreendimentos de diversas regiões do país. Desde desistência da construtura responsável até a falta de recursos e invasões nos empreendimentos que já estavam com as obras para finalizar.