Da Redação JM Notícia

O senador Ataídes Oliveira (PSDB) emitiu uma nota para esclarer as questões referentes ao pedido emitido pelo Ministério Público Eleitoral contra a sua candidatura à reeleição.

O documento, assinado pelo procurador eleitoral Álvaro Manzano, recomenda que o parlamentar desista da disputa, justificando o pedido com o caso sobre as doações da campanha eleitoral em 2010.

Através de sua assessoria, Ataídes Oliveira esclareceu a situação: “é importante ressaltar que houve um erro contábil na declaração da doação de horas de voo nas eleições de 2010, visto que a aeronave estava em nome do senador, e não no nome de sua empresa”.

O valor questionado pela Justiça eleitoral representa 0,7% do total gasto na referida campanha, por isso, a defesa diz que não houve nenhuma influência no pleito eleitoral, ” como já pacificado em jurisprudências do próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em casos correlatos”.

Ainda segundo a nota, o caso “não passou de um equívoco técnico, sem nenhum compromisso com a má fé, e que nosso departamento jurídico irá comprovar perante a Justiça Eleitoral”.