Da Redação JM Notícia

Pastor Elizeu Rodrigues

Através de suas redes sociais, o pastor Elizeu Rodrigues fez uma reflexão em relação ao tipo de Evangelho que tem sido pregado nos dias atuais. Mensagens que fazem Deus se dobrar aos homens sem cobrar transformação.

Na visão do pastor, é necessário pregar a mensagem do verdadeiro Evangelho que é o Evangelho que machuca, que expõe e incomoda. “A mentira adocicada vai te arruinar, a verdade amarga te libertará. O evangelho da graça oferece perdão, mas exige transformação”, escreveu o conferencista que têm se tornado um dos maiores pregadores da atualidade no Brasil.

O pastor convidou a Igreja a refletir sobre a romantização que fazem das Boas Novas: “Paremos de romantizar o evangelho. Deixemos de pregar esse evangelho vagabundo que Deus faz tudo e eu não faço nada.

No ensinamento, o pastor Elizeu Rodrigues completa: “Eu faço morrer o homem carnal em mim. Eu devo fugir da imoralidade sexual. Eu preciso sair da geração perversa. Eu preciso resistir o Pecado até o sangue se necessário. Jesus disse que quem é amigo dele obedece aos mandamentos dele. Ao invés de fazer promessas eu preciso decidir. Quem decide não precisa ficar fazendo promessa, mas vive pra glória de Deus. Deus é Deus de compaixão, mas também é Deus princípios.”

A verdade do evangelho machuca sim. Expõe sim. Quem se incomoda com a verdade de que o evangelho envergonha deve ser uma vergonha para o evangelho. A mentira adocicada vai te arruinar, a verdade amarga te libertará. O evangelho da graça oferece perdão, mas exige transformação. Paremos de romantizar o evangelho. Deixemos de pregar esse evangelho vagabundo que Deus faz tudo e eu não faço nada. Eu faço morrer o homem carnal em mim. Eu devo fugir da imoralidade sexual. Eu preciso sair da geração perversa. Eu preciso resistir o Pecado até o sangue se necessário. Jesus disse que quem é amigo dele obedece aos mandamentos dele. Ao invés de fazer promessas eu preciso decidir. Quem decide não precisa ficar fazendo promessa, mas vive pra glória de Deus. Deus é Deus de compaixão, mas também é Deus princípios.

A post shared by Elizeu Rodrigues (@pastorelizeurodrigues) on