Shiva N’Zigou, ex-jogador de Gabão, fala do sacrifício da mãe (Foto: Reprodução)

O ex-jogador de futebol Shiva N’Zigou está no centro de uma história chocante e assutadora contada por ele próprio. O gabonês protagonizou uma cerimônia de confissão em uma igreja evangélica do seu país e disse que sua mãe foi morta em um ritual que prometia ajudá-lo a ter sucesso na carreira.

Segundo noticiou o G1, Shiva N’Zigou, que atuou no Nantes e na seleção do Gabão, conta história assustadora do sacrifício da mãe e mais: ele teve relações sexuais com irmã e tia, e mentiu idade em cinco anos.

– Minha mãe está morta e quero confessar que ela foi sacrificada. Assinei muitos contratos, e meu pai queria todo o dinheiro para ele. Me disse que mataria minha mãe. Eu me neguei, mas ele fez assim mesmo. E fez isso para que o espírito dela me ajudasse a avançar na carreira futebolística – relatou Shiva, durante cerimônia transmitida pelo canal cristão “TV2Vie”.

Shiva N’Zigou foi formado nas categorias de base do Nantes, da França, e depois rodou por times menores. O ex-atacante atuou pela seleção do Gabão, mesmo país da estrela do Arsenal Aubameyang, e é conhecido por ser o mais jovem a fazer gol em uma Copa da África, em 2000, aos 16 anos.

No entanto, ele confessou também que sempre mentiu sobre sua idade e que na verdade tem cinco anos a mais do que mostram os documentos. Ou seja, na época do feito ele tinha 21, e não 16 – hoje a idade verdadeira é de 39 anos, em vez de 34.

Na mesma cerimônia, o gabonês revelou ainda que teve relações sexuais com uma irmã, uma tia, e com homens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here