Da Redação JM Notícia

Aline Barros ao lado de seus dois backing vocals

Aline Barros está sendo processada por sua ex-backing vocal, Rejane Silva de Magalhães, mais conhecida como Jane, que cantou ao lado da cantora gospel entre os anos de 2005 e 2015.

Jane alega no processo que foi demitida por ser homossexual, pedindo um valor de R$ 1 milhão no processo que tem mais de 300 páginas. A informação é do colunista Léo Dias.

A autora do processo não reclama apenas de preconceito, mas também pede declaração de vínculo empregatício para ter seus direitos trabalhistas garantidos, como INSS, Fundo de Garantia e outros.

O JM Notícia entrou em contato com pessoas da produção de Aline Barros para chegar a informação e nos foi dito que a opção sexual de Jane era conhecida por todos e que este fato nunca foi impedimento para que ela estivesse ao lado da cantora nesses dez anos.