Ainda não há informações sobre as causas do fogo; ninguém se feriu, mas a maior parte do acervo foi destruída. Foto: Reprodução

Um incêndio de grandes proporções destruiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio.

O fogo começou por volta das 19h30 deste domingo (2) e, até a última atualização desta reportagem, seguia queimando as instalações da instituição que completou 200 anos em 2018 e já foi residência de um rei e dois imperadores.

A maior parte do acervo, de cerca de 20 milhões de itens, foi totalmente destruída. Fósseis, múmias, registros históricos e obras de arte viraram cinzas. Pedaços de documentos queimados foram parar em vários bairros da cidade.

Segundo a assessoria de imprensa do museu e o Corpo de Bombeiros, não há feridos. Apenas quatro vigilantes estavam no local, mas eles conseguiram sair a tempo. As causas do fogo, que começou após o fechamento para a visitantes, serão investigadas.

Lideranças cristãs comentam

Pastores, escritores e músicos cristãos lamentaram a tragédia de grande proporção para a cultura nacional. Confira abaixo:

“O Museu Nacional virou cinza. O Museu do Ipiranga está fechado há anos. Um povo que não cultiva a memória não amadurece nunca. Um povo sem memória sempre precisa começar do zero. Um povo sem memória corre atrás do vento.” Gutierres Siqueira, escritor assembleiano;

VEJA TAMBÉM
Museu Nacional: Torá de mais de 400 anos escapa de incêndio

“Nossa história em chamas… tristeza” Helena Tannure;

O pastor Ed René Kivitz postou uma imagem usada pelos internautas demontrando luto pela tragédia.

Caio Fábio, amigo de Ed René, também lamentou comentando o post do companheiro;

O triste disso tudo é saber que não havia “verba” para manutenção do museu. 
Museus em países sérios são tratados de forma especial, mas, no Brasil, terra da corrupção, nossos acervos viram cinzas, pelo simples fato de que o Estado é incompetente.” Renato Varges;

O pastor Ciro Sanches Zibordir também demonstrou tristeza pela perda ao comentar as palavras de seu amigo pastor Renato Varges.