Da Redação JM Notícia 

Os direitos de várias categorias antes marginalizadas no Brasil saíram do papel para virar realidade através das ações diretas de Vicentinho Alves (PR). no Congresso Nacional, como a autoria da lei que garante hoje a aposentadoria especial aos 25 anos por tempo de serviço e pagamento de insalubridade a trabalhadores com ofícios de natureza desgastante. É o que revela o programa eleitoral do senador e candidato à reeleição desta quarta-feira, 6.

Ao lembrar que Vicentinho não perdeu o foco na defesa das minorias ao ser eleito senador, o programa revela que seu trabalho na casa beneficiou diretamente garis, garçons, motoristas, quilombolas, domésticas e outros segmentos.

Com seu voto, o trabalho das domésticas se formalizou, e elas passaram a ter direitos a FGTS, seguro-desemprego e hora extra. “É qualidade vida e segurança. É uma coisa que melhoroubastante para todas as empregadas domésticas”, lembra uma personagem do programa, que destacou também seu trabalho para valorização dos agentes de saúde ao votar a favor do piso salarial para a categoria, mas que foi vetado pelo Executivo.

VEJA TAMBÉM
"80% do voto evangélico irá para Bolsonaro", diz pastor Silas Malafaia

“O Governo Federal vetou, mas eu estarei na sessão do Congresso Nacional, como líder do meu partido, o Partido da República, encaminhando e votando pela derrubada do veto em atenção aos agentes de saúde. Contem comigo, com o meu compromisso. Votarei com vocês”, encerra Vicentinho Alves.