Governador do Tocantins repudia atentado contra o presidenciável Bolsonaro

Em resposta ao atentado na tarde desta quinta-feira, 06, ao candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, o governador do Tocantins, Mauro Carlesse repudiou o ato de violência contra o presidenciável na tarde desta quinta-feira (06), em Minas Gerais.

“Não acredito que a violência seja a resposta para nenhum tipo de posicionamento, afinal vivemos em uma democracia. No caso das eleições, o povo é quem deve julgar e escolher o melhor governo para o nosso país. A violência não deve impor qualquer tipo de decisão. Torço pela breve recuperação do candidato Jair Bolsonaro”, disse o candidato à reeleição.

Bolsonaro está com hemorragia interna; filho pede orações

A informação foi confirmada à reportagem pelo deputado federal Leo Portela (PRB), que acompanhava o candidato durante ato de campanha em Juiz de Fora.

No Twitter, o filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, falou sobre o estado de saúde do pai. “Infelizmente foi mais grave que esperávamos”, disse ele, complentando que o pai perdeu muito sangue e chegou ao hospital “quase morto”.

VEJA TAMBÉM
PF pede prorrogação de inquérito sobre facada em Bolsonaro

Bolsonaro está sendo operado nesta quinta-feira (6) por quatro médicos na Santa Casa da cidade, depois de ser esfaqueado durante caminhada no centro da cidade.

Exame de ultrassonografia indicou que ele teria sido atingido no fígado e na alça intestinal.

O hospital ainda vai se pronunciar oficialmente sobre o atendimento ao candidato.

Bolsonaro foi atacado enquanto era carregado por simpatizantes nas ruas de Juiz de Fora(foto: Reprodução/Youtube)