Ex-presidente quer usar justiça para atacar Bolsonaro. Foto: Reprodução

A campanha da ex-presidente Dilma Rousseff, candidata ao Senado pelo PT em Minas, informou, por meio da sua assessoria de imprensa, que moverá um processo por injúria, calúnia e difamação contra o pastor Silas Malafaia.

O motivo do processo, segundo os responsáveis pela campanha de Dilma, foi o fato de o pastor ter usado seu twitter, nesta sexta-feira, e divulgado segundo eles uma suposta notícia falsa ligada ao atentato a Jair Bolsonaro, que concorre a uma vaga à Presidência pela PSL, envolvendo a ex-presidente e o PT.

“A campanha de Dilma Rousseff está entrando com processo por injúria, calúnia e difamação contra o senhor Malafaia. Terá de responder na Justiça”, postou Dilma em sua conta no Twitter.

Post apontado pela campanha de Dilma. Foto: Reprodução/Twitter

Resposta do pastor

Ao saber da notícia de que Dilma queria processá-lo, o pastor Silas Malafaia usou novamente o twitter para mostrar sua reação.