Autoridades evangélicas do país assinaram documento que orienta cristãos neste processo eleitoral de 2018. Foto: JM Noticia

Um importante documento assinado por nomes como Augustus Nicodemus, Geremias Couto, Luiz Sayão, Valmir Nascimento Milomem e Jonas Madureira, entre outros, foi divulgado no site do projeto “Tu porém“. Intitulado como uma “Carta Aberta à Igreja Brasileira“, o documento recomenda, sem questões partidárias, qual deve ser a postura dos cristãos evangélicos do país durante esse processo eleitoral vivido atualmente em nossa nação.

Assinada por diversos líderes evangélicos do Brasil, a carta dirigida à nação brasileira é uma expressa recomendação aos crentes em geral sobre como lidar e decidir o voto nas próximas eleições. É uma mensagem de caráter pastoral, sem qualquer alusão a candidaturas específicas, gravitando apenas ao redor de princípios bíblicos que devem nortear a decisão do eleitor cristão. Recomendo fortemente a leitura.”, explicou o pastor Geremias Couto, um dos nomes responsáveis pelo documento.

       + Líderes evangélicos convocam jejum contra legalização do aborto;

Augustus Nicodemus alerta para os perigos do sexo casual entre universitários

Conteúdos

A carta recomenda principalmente que a “Igreja de Cristo no Brasil coloque-se em intercessão constante pelo País nas próximas semanas, até o fim dos pleitos em segundo turno, em jejum e oração, pedindo para que a Santíssima Trindade, por misericórdia, ouça” alguns pedidos elencados, como por exemplo, que Deus “conduza em suas campanhas os candidatos honestos, bem-intencionados, comprometidos com a transparência e a moralidade, com princípios virtuosos de vida em sociedade e com uma visão cristã de mundo, a fim de que estes consigam ser eleitos aos cargos a que concorrem”, ” frustre toda a tentativa de fraude no sistema eleitoral” e que também “não permita mais confusão e outros atos de violência, a fim de que essas eleições sejam concluídas pacificamente;”.

Há ainda na carta, além dos pedidos, certas recomendações aos seus leitores, como por exemplo, para que na escolha do candidato, “recomenda-se conhecer bem o seu caráter, ideias e a ideologia do partido”. Que os cristão rejeitem “candidatos com ênfases intervencionistas na esfera familiar, educacional, eclesiástica e artística” e que “repudiem qualquer ideologia que se oponha aos princípios do Reino de Deus, isto é, com a mensagem bíblica”.

Confira o documento na íntegra:

Por ocasião das celebrações dos 196 anos de Independência do Brasil neste mês de setembro e da proximidade das eleições de 2018, em que os brasileiros escolherão deputados estaduais e federais, senadores e governadores de seus estados, bem como a autoridade principal da nação, o presidente da República, para os próximos quatro anos, os pastores e líderes cristãos abaixo-assinados conclamam para que a Igreja de Cristo no Brasil coloque-se em intercessão constante pelo País nas próximas semanas, até o fim dos pleitos em segundo turno, em jejum e oração, pedindo para que a Santíssima Trindade, por misericórdia, ouça as nossas preces e venha a atender os seguintes pedidos:

1. Que o SENHOR, o Deus Triúno, conduza em suas campanhas os candidatos honestos, bem-intencionados, comprometidos com a transparência e a moralidade, com princípios virtuosos de vida em sociedade e com uma visão cristã de mundo, a fim de que estes consigam ser eleitos aos cargos a que concorrem;

VEJA TAMBÉM
"Suicídio não é um pecado sem perdão", explica Augustus Nicodemus

2. Que o SENHOR, o Deus Triúno, mude o coração daqueles que estão dispostos a votar em candidatos envolvidos em casos de corrupção, nem permita que estes sejam eleitos;

3. Que o SENHOR, o Deus Triúno, refreie a representação de ideologias anticristãs em nossos parlamentos estaduais e no Congresso Nacional;

4. Que o SENHOR, o Deus Triúno, frustre toda a tentativa de fraude no sistema eleitoral;

5. Que o Senhor, o Deus Triúno, não permita mais confusão e outros atos de violência, a fim de que essas eleições sejam concluídas pacificamente;

6. Que o Senhor, o Deus Triúno, por meio da obra santificadora do Espírito Santo, traga um verdadeiro avivamento à sua Igreja no Brasil, provocando um grande e duradouro impacto cultural, moral e social, por meio de homens e mulheres que produzam frutos dignos de arrependimento.

Algumas recomendações:

a) Para a escolha de candidato, recomenda-se conhecer bem o seu caráter, ideias e a ideologia do partido;

b) Apoie propostas que defendam a dignidade do ser humano e a vida em qualquer circunstância, desde sua concepção no ventre materno;

c) Rejeite candidatos com ênfases intervencionistas na esfera familiar, educacional, eclesiástica e artística;

d) Repudie qualquer ideologia que se oponha aos princípios do Reino de Deus, isto é, com a mensagem bíblica;

e) Apoie candidatos que expressam compreender a função primordial do Estado em prover e promover justiça e segurança para seus cidadãos;

f) Por fim, ao indicar um candidato para amigos e familiares, faça-o com respeito às opiniões diferentes da sua, lembrando que, apesar de você acreditar na pessoa para quem está dando e pedindo voto, como cristãos, nossa esperança última de sociedade perfeita deve estar na consumação dos séculos, quando Jesus voltará para reinar com cetro de justiça.

Após as eleições,  ore em favor dos candidatos eleitos, para que cumpram seus mandatos com sabedoria e pelo bem da nação, lembrando-nos, oportunamente, das palavras do apóstolo Paulo a Timóteo: “Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito” (1Timóteo 2.1-2).

Ajude-nos a divulgar esse chamado à oração pelas eleições de 2018 compartilhando esta carta nas redes sociais e, se possível, peça autorização aos seus pastores para lê-la em sua igreja, seja no culto, escola dominical, pequenos grupos ou demais reuniões.

Que o SENHOR, nosso Deus, olhe com graça e misericórdia para o Brasil! Amém.

Pastores, professores, missionários e líderes que desejam integrar a lista de signatários, por favor envie seu nome completo, função e instituição para o e-mail teologiabrasileira@vidanova.com.br.

VEJA TAMBÉM
Consciência Cristã 2016 terá maior feira de livros cristãos do Brasil

Augustus Nicodemus Lopes, pastor auxiliar na Primeira Igreja Presbiteriana de Recife.

Charles Grimm, presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil e professor.

Cleyton Gadelha, diretor da Escola Teológica Charles Spurgeon e pastor da Igreja Batista de Parquelândia.

Davi Charles Gomes, pastor da Igreja Presbiteriana Paulistana (SP).

Emilio Garofalo Neto, pastor da Igreja Presbiteriana Semear, Brasília.

Flávio de Paula Oliveira, pastor da Primeira Igreja Batista de Rosário do Sul (RS).

Franklin Ferreira, pastor da Igreja da Trindade (SJC-SP) e diretor-geral do Seminário Martin Bucer.

Geremias Couto, pastor emérito da Assembleia de Deus, Centro Missionário Cristão (Teresópolis, RJ).

Gleidson da Silva Costa, pastor titular da 1a Igreja Presbiteriana Renovada de Cuiabá e Presidente do Presbitério Oeste do Brasil da IPRB.

Hélder Cardin, reitor do Seminário Bíblico Palavra da Vida e pastor na Igreja Evangélica do Maracanã (Atibaia-SP).

Isaque Sicsú, pastor da Igreja Batista Urbana (SP).

Jean Regina, advogado especialista em Direito Religioso do VR Advogados, membro da Comunidade Evangélica Luterana Concórdia de Porto Alegre (RS).

Jonas Madureira, pastor da Igreja Batista da Palavra (SP) e professor no Seminário Martin Bucer.

Jonathan Silveira, membro na Igreja Batista da Palavra (SP), colaborador de Edições Vida Nova, fundador e editor do site Tuporém.

Luiz Sayão, pastor da Igreja Batista Nações Unidas em São Paulo e tradutor da Bíblia (NVI/Almeida 21).

Mauro Meister, pastor da Igreja Presbiteriana – Barra Funda (SP).

Paulo Júnior, diácono da Igreja Vintage180 (RS) e advogado.

Paulo Valle, pastor da Igreja Batista de Fé Reformada (Volta Redonda, RJ) e professor do Seminário Martin Bucer.

Renato Vargens, pastor sênior da Igreja Cristã da Aliança de Niterói (RJ).

Rodrigo Majewski, presbítero, Assembleia de Deus Porto Alegre (RS), Procurador Federal.

Sérgio Queiroz, pastor da Igreja Batista Cidade Viva e Presidente da Fundação Cidade Viva.

Solano Portela, presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil e Administrador de Empresas

Thiago Rafael Vieira, advogado especialista em Direito Religioso do VR Advogados, conselheiro fiscal da Igreja Batista Filadélfia (RS).

Tiago J. Santos Filho, diretor de estudos avançados do Seminário Martin Bucer, editor-chefe da Editora Fiel e pastor na Igreja Batista da Graça (SJC-SP).

Thiago Silva de Oliveira, pastor da Igreja Evangélica Livre em Itapuama (Cabo-PE).

Thiago Velozo Titillo, pastor batista, escritor, e professor da rede estadual de ensino e dos Seminários Teológico Evangélico Peniel e Betel (RJ).

Valmir Nascimento Milomem Santos, Jurista, teólogo, escritor e ministro da Assembleia de Deus.

Valter Reggiani, pastor da Igreja Batista Reformada de São Paulo.

Warton Hertz de Oliveira, advogado da VR Advogados Associados e estagiário na equipe pastoral da Igreja Batista Esperança (Porto Alegre-RS).

Wilson Porte Jr., pastor da Igreja Batista Liberdade (Araraquara-SP).