Da Redação JM Notícia

O advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior viajou em seu próprio avião até Juiz de Fora para defender Adelio Bispo

O advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, defensor de Adelio Bispo de Oliveira, autor da facada contra Jair Bolsonaro, declarou à imprensa que seus honorários estariam sendo pagos pela Testemunha de Jeová, igreja que o agressor e seus familiares frequentariam em Montes Claros (MG).

Ao tomar conhecimento da declaração, a Testemunha de Jeová se pronunciou por meio de uma nota negando que esteja financiando a defesa do agressor e declarando que nem Adelio e nem seus familiares fazem parte da religião.

Por se sentir prejudicada com a declaração, a instituição pretende entrar com uma ação contra o advogado, além de tentar contato para que ele diga quem da comunidade estaria pagando por seus serviços.

A nota diz ainda que a denominação “lamenta” o que aconteceu com Jair Bolsonaro e que “abominamos o que o agressor fez”.

Ao ser questionado pelo jornal O Estado de São Paulo, Zanone voltou atrás e diz que quem paga por seus serviços “é uma pessoa que conhece o Adélio do meio evangélico, não necessariamente Testemunha de Jeová”.

VEJA TAMBÉM
Durante participação no Congresso Gideões, Bolsonaro recebeu oração na região do estômago; Assista

Advogado tentará reduzir a pena do agressor
Como adiantou, a defesa do agressor, composta por quatro advogado particulares, tentará reduzir a pena de Adelio utilizando falas polêmicas de Bolsonaro, principalmente as que falam sobre mulheres, negros e homossexuais. A intenção é usar o dispositivo previsto no Código Penal sobre crimes cometidos por “motivo de relevante valor social ou moral”.

Durante participação no Congresso Gideões, Bolsonaro recebeu oração na região do estômago; Assista

Da Redação JM Notícia 

Jair Bolsonaro recebeu oração na região do estômago durante visita ao Gideões Missionários

No dia 29 de abril o deputado federal Jair Bolsonaro, ainda como pré-candidato à presidente, esteve no Congresso Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), a convite do pastor Reul Bernardino.

Acompanhado de sua esposa, Michelle, Bolsonaro assistiu a ministração do pastor Adão Santos que logo nos primeiros minutos de pregação sente de orar por pessoas com problemas no estômago. Bolsonaro levanta a mão e recebe a oração de um pastor.

O fato voltou a ser comentado nas redes sociais neste final de semana por conta do atentado sofrido pelo candidato, vítima de uma facada na última quinta-feira (6), quando fazia comício em Juiz de Fora, Minas Gerais.

VEJA TAMBÉM
Jovem testemunha de Jeová comete suicídio e deixa carta no Facebook

Doze centímetros da faca entraram no corpo de Bolsonaro, atingindo uma parte do intestino e provocando uma hemorragia interna que o fez perder quase metade do sangue do corpo.

Saiba + Pastor Samuel Câmara declara apoio a Bolsonaro durante reunião com pastores em Belém

A agilidade do atendimento da Santa Casa da cidade garantiu a sobrevivência do parlamentar que no dia seguinte foi transferido para um hospital particular em São Paulo.

Assista o momento da oração: