Da Redação JM Notícia

Operação ocorreu em igrejas de Macaé, no interior do Rio – Luan Santos

As igrejas evangélicas estão sendo vigiadas em todo o país, por órgãos de fiscalização sob a égide de que podem cometer abuso de poder religioso, segundo entendimento da maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, ao cassar o mandato em agosto deste ano,  do deputado federal Franklin Roberto Souza (PP-MG) e do deputado estadual Márcio José Oliveira (PR-MG) por abuso de poder econômico e religioso praticado nas Eleições Gerais de 2014.

Saiba + Pedir voto em culto é crime eleitoral, decide TSE

Seguindo essa linha, fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), de Macaé (RJ), fizeram operação em menos três igrejas evangélicas do município, e prenderam propaganda eleitoral dos candidatos a deputado federal, Francisco Floriano (DEM) e a deputado estadual, Milton Ramos (PSDB). Segundo a investigação, esses materiais estavam sendo distribuídos durante o culto.

As três igrejas onde aconteceram a operação, estão localizadas no Centro, Aroeira e no Parque Aeroporto. Os mandados foram expedidos pelo juiz da 109ª Zona Eleitoral de Macaé, Sandro de Araújo Lontra.

Santinhos

Francisco Floriano já está em seu segundo mandato como deputado federal. Pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus, ele foi um dos fundadores da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, no começo dos anos 1980. Na década seguinte, ajudou na criação da igreja onde ele atualmente frequenta, liderada por Valdomiro Santiago.

Vereador evangélico é cassado por ‘abuso de poder religioso’