Carlesse adquire caminhões e câmaras frias para fortalecer agricultura familiar

Os produtores da agricultura familiar do Tocantins, contemplados com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), serão beneficiados com a entrega de kits de equipamentos e outros materiais de escritório, que a gestão do Governador Mauro Carlesse (PHS) está adquirindo para modernizar as unidades de apoio à distribuição de produtos dos pequenos agricultores.

Com a ação, todos os 139 municípios serão contemplados com os kits, que o Executivo estadual entregará para as prefeituras. Em 14 cidades do Tocantins, com população acima de 15 mil habitantes, além dos kits, que contêm balanças eletrônicas, freezers horizontais, freezers verticais, computadores, impressoras multifuncionais, mesas de escritório, cadeiras, aparelhos de ar-condicionado, monoblocos e palletes, eles também vão receber uma câmara frigorífica (fria) e um caminhão frigorífico completo.

Fazem parte desses 14 municípios: Araguaína, Araguatins, Augustinópolis, Colinas do Tocantins, Dianópolis, Formoso do Araguaia, Guaraí, Gurupi, Miracema do Tocantins, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Taguatinga e Tocantinópolis.

O programa conta com recursos da ordem de R$ 5,2 milhões do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e do Governo do Tocantins. Dos 14 caminhões, oito já foram adquiridos e se encontram em Palmas. Essas aquisições vão beneficiar principalmente os pequenos produtores rurais que possuem dificuldades para fazer o transporte dos seus produtos.

VEJA TAMBÉM
Promotor eleitoral flagra eleitores com documentos falsos durante cadastro eleitoral em Miracema

Na prática, o agricultor familiar vende seus produtos ao Estado, por meio do PAA. O repasse dos alimentos às instituições [indicadas pelo Governo] é feito pelos centros de distribuição dos municípios. “Esse programa vai melhorar esses centros para que eles possam garantir mais qualidade aos consumidores. Com isso, vamos também fortalecer a agricultura familiar que terá mais apoio e estrutura para o transporte e revenda daquilo que produzem”, explica Mauro Carlesse.

A coordenação do programa ficará a cargo da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas). O programa entrará plenamente em funcionamento no início do ano de 2019. Para operacionalizar os equipamentos, o município indicará um servidor responsável, que passará por capacitação dos servidores da Gerência de Segurança Alimentar e Nutricional da Setas.

Outros Grupos

De acordo com informações da gerente de Segurança Alimentar e Nutricional da Setas, Jessica Santana Oliveira, os municípios que contam população de até 15 mil habitantes receberão kits contendo balança eletrônica, balança de piso móvel com display digital, freezer horizontal, freezer vertical, computador, impressora multifuncional, mesa de escritório, cadeira estofada, condicionador de ar, monoblocos e pallets.

Vereador Marilon intensifica apoio a campanha de Léo Barbosa e Mauro Carlesse