Da Redação JM Notícia

Bispo Robson Rodovalho é presidente da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil

A Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil, presidida pelo bispo Robson Rodovalho, declarou apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

A entidade interdenominacional decidiu tomar a decisão para tentar evitar um embate de segundo turno entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT), o que poderia manter a esquerda política no poder.

+ Pastor Samuel Câmara declara apoio a Bolsonaro

Ao jornal Folha de São Paulo, Rodovalho afirmou que “não dá mais para ficar em cima do muro” e que acredita que Bolsonaro “consegue colocar um freio de arrumação no Brasil”.

1º Vice-presidente da CGADB grava vídeo e declara apoio a Jair Bolsonaro

O pastor Sebastião Rodrigues de Souza, presidente da Assembleia de Deus em Mato Grosso e 1º vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB, gravou um vídeo em apoio à reeleição do deputado federal Victório Galli (PSL). Na gravação, o líder evangélco ainda declarou voto no presidenciável conservador Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que têm se tornando um fenómeno em aceitação popular no Brasil.

VEJA TAMBÉM
Pastor critica interesse de Luciano Huck na Presidência no país: "Brasil é casa de tolerância"

 O vídeo em que o pastor Sebastião aparece ao lado de Galli não foi gravado no púlpito ou em ambiente que caracteriza abuso do poder religioso. A questão ganha força nos debates sobre as eleições de outubro graças  ao crescimento vertiginoso da chamada bancada religiosa,  especialmente evangélica.

O debate  em torno desse tema, diferentemente de outros tipos de  abuso, como o econômico e de poder, ainda não está pacificada dentro dos Tribunais Eleitorais. No entanto, existem decisões, como no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que penalizaram parlamentares com base nesse tema.