Homem questiona atos das pessoas, carrega Constituição em vez de Bíblia e eleva a figura da mulher. Foto: Reprodução

A candidata a presidente Marina Silva (Rede) divulgou nesta 5ª feira (20) em suas redes sociais um vídeo de campanha em que um homem entra em ônibus cheio de passageiros, faz discurso contra intolerância política e pede mudança. Tudo isso, usando não uma Bíblia, mas uma Constituição. Além disso, fala em temas defendidos pela candidata, que é evangélica e frequenta a igreja Assembleia de Deus.

“Senhores passageiros, eu peço 1 minuto da atenção de vocês para que eu possa dar uma palavra”, diz o homem.

O ato é o mesmo que, comumente no Brasil, evangélicos fazem em transportes públicos para disseminar o que diz a Bíblia.

Leia também

Marina Silva perde o apoio dos evangélicos e despenca nas pesquisas

Posição sobre o aborto pode fazer Marina Silva perder eleitores para Bolsonaro

Bem vestido, com roupa formal, ao contrário dos evangélicos, o homem não carrega uma bíblia, mas a Constituição Federal. Também não fala trechos do livro religioso, questiona as pessoas sobre quando foi que a política afastou as pessoas.

VEJA TAMBÉM
Leonardo Gonçalves anuncia apoio a Marina Silva e critica polarização política

“Quando foi que o medo tomou conta e qualquer diferença virou uma afronta? Me conta. Que ódio é esse guardado dentro do seu coração? Só porque está com raiva do governo, vai descontar a raiva no outro irmão? Não.”, diz o homem.

No discurso, a propaganda enfatiza a defesa de Marina contra a desigualdade salarial entre homens e mulheres.

Ao fim, antes de sair do ônibus, o homem deixa a Constituição nas mãos de uma mulher.

Assista ao vídeo:

Com informações Poder 360

COMPARTILHAR