Da Redação JM Notícia 

Carlesse apresentou suas propostas aos representantes da Igreja Católica
O governador e candidato à reeleição Mauro Carlesse (PHS) participou nesta terça-feira, 25, de um bate-papo com cerca de 20 padres e diáconos da Arquidiocese de Palmas, liderados pela arcebispo da capital, Dom Pedro Brito Guimarães. Os religiosos fizeram questionamentos sobre temas ligados ao desenvolvimento socioeconômico do Estado e apresentaram sugestões para a solução de problemas emergenciais e também para o futuro Governo.
Carlesse iniciou a conversa informando aos padres o que vem realizando em pouco mais de 90 dias. “Montamos uma boa equipe de trabalho e colocamos o estado em equilíbrio. Focamos na saúde, educação e segurança pública, mas também avançamos na infraestrutura e reduzimos as despesas do Estado”, explicou.
A área social dominou a maior parte dos questionamentos. Ao ser cobrado sobre uma política para crianças e jovens, no sentido de combater as drogas e a criminalidade, Carlesse anunciou que vai reativar os Pioneiros Mirins, incentivar a prática de esportes e preparar os jovens para o emprego. “Vamos ocupar as crianças e adolescentes para que não entrem nos mundos das drogas, mas além da assistência do Estado queremos preparar nossos jovens, dar emprego e oportunidade para crescerem como cidadãos de bem”.
Sobre educação, Carlesse disse aos dirigentes católicos que pretende realizar novos concursos públicos, preparar melhor os profissionais, melhorar a infraestrutura das escolas e dar melhores condições de aprendizado aos jovens tocantinenses. Carlesse demonstrou também preocupação com os povos indígenas e disse que vai melhorar a educação, as estradas e fazer parcerias para o combate ao alcoolismo e à pobreza nas aldeias.
Os padres também demonstraram preocupação com a área habitacional, em especial com a paralisação de obras do conjunto habitacional da T21, no setor Taquari, de responsabilidade do Estado. São 343 casas populares que deveriam ter sido entregues ainda em 2015 e atualmente encontram-se depredadas. “Fizemos um Termo de Ajustamento de Conduta com a Caixa, abrimos novo edital de licitação e acreditamos que em 60 dias as obras das casas serão retomadas”, disse o secretário de Infraestrutura, Claudinei Quaresmim, que acompanhou o governador na conversa.
Na segurança pública, Carlesse disse aos religiosos que pretende concluir o concurso da Polícia Militar, melhorar o serviço de inteligência das polícias e aumentar a fiscalização nas divisas do Estado, para combater o tráfico de drogas e a entrada dos criminosos no Tocantins. O governador falou também do esforço para a retomada do crescimento. “Para desenvolver os projetos precisamos tirar o Estado do vermelho, diminuir as despesas, incentivar a vinda de industrias e aumentar os investimentos em todas as áreas”.
“Os padres fizeram questionamentos sobre o que eles vivem no dia-a-dia. Ficamos satisfeitos porque esclarecemos questões que nos preocupam. O encontro atendeu nossos objetivos, por que a nossa preocupação é com a população como um todo. A educação e a cultura, por exemplo, são preocupações para nós da Igreja”, disse o Arcebispo Dom Pedro.