Da Redação JM Notícia

A assinatura do Termo de Adesão foi realizada nesta quinta-feira, 27, no Palácio Araguaia, com a presença de representantes do governo, do Território Amazônico da Unicef no Brasil, e da ATM (Foto:Esequias Araujo/Governo do Tocantins)

O Governo do Tocantins aderiu ao programa Busca Ativa Escolar, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A assinatura do Termo de Adesão foi realizada nesta quinta-feira, 27, no Palácio Araguaia, com a presença dos secretários de Estado da Saúde (Ses), Renato Jaime; do Trabalho e Assistência Social (Setas) Wande Mary Oliveira; da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar; da chefe do Território Amazônico da Unicef no Brasil, Anyoli Sanabria López; de técnicos do Unicef, além do presidente da Associação Tocantinense dos Municípios, o prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano.

A plataforma Busca Ativa Escolar é gratuita e foi desenvolvida pelo Unicef, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Instituto TIM. O programa foi concebido para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Por meio da Busca Ativa Escolar, municípios e estados terão dados concretos que possibilitarão planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a inclusão escolar.

VEJA TAMBÉM
LDO do Estado é aprovada na Comissão de Finanças e já pode ir a votação em plenário

A iniciativa reúne representantes da Educação, Saúde, Assistência Social, Planejamento, dentro de uma mesma plataforma. Cada pessoa ou grupo tem um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola até a tomada das providências necessárias para a matrícula e a permanência do aluno na escola. Todo o processo é feito pela internet e a ferramenta pode ser acessada em qualquer dispositivo como computadores de mesa, computadores portáteis, tablets, ou celulares (smartphones). Há também formulários impressos para agentes comunitários e técnicos verificadores que não têm acesso a dispositivos móveis.

Mobilização
Articuladora Estadual do Selo Unicef, a secretária da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, reuniu os gestores da Saúde, e do Trabalho e Assistência Social, trazendo para a mesa de diálogo, também, o presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Jairo Mariano. Esta medida, conforme destacou, é extremamente importante, porque proporciona uma articulação entre as pastas do governo que têm contato direto com o público alvo do programa, que são as crianças, além de buscar meios de identificar as causas do afastamento do ambiente escolar.

VEJA TAMBÉM
Mês das mães: mãe e filho colam grau juntos

“Esse programa vem ao encontro da proposta da nossa equipe de governo e temos certeza de que com o envolvimento dos profissionais dessas pastas vamos buscar alternativas e intervenções práticas em prol da erradicação da evasão escolar”, explicou Adriana Aguiar, destacando o envolvimento da ATM, uma vez que a somatória da evasão escolar envolve os 139 municípios. Adriana adiantou ainda que a rede estadual de educação conta com disponibilidade de vagas, daí a importância de identificar quais os fatores que estão contribuindo para essa evasão.

A representante do Unicef, Anyoli Sanabria, explicou que o Busca Ativa Escolar é uma ação estratégica que aborda as crianças fora da escola nos municípios do Semiárido e da Amazônia. “A nossa ideia é que precisamos não só aguardar que as crianças cheguem à escola. Às vezes existem problemas pelos quais as crianças não estão chegando ao ambiente escolar, o programa visa ir em busca dessas crianças, pesquisar e descobrir o que as impedem de frequentar regularmente a escola e, a partir daí, buscar meios para que possam permanecer na escola”, pontuou.