Da Redação JM Notícia

Marconi Perillo é ex-governador de Goiás e candidato ao Senado pelo PSDB

Na manhã desta sexta-feira (28) a Polícia Federal deflagrou a Operação Cash Delivery, que investiga repasses indevidos para agentes públicos do estado de Goiás.

Nessa investigação os agentes da PF cumprem mandados de busca e apreensão em endereços do ex-governador de Goiás e candidato ao Senado Marconi Perillo (PSDB). O atual governador, José Elinton (PSDB), candidato à reeleição, também é alvo da operação.

No total, agentes da PF cumprem 14 mandatos de busca e apreensão e cinco de prisão temporária. As cidades com ações da Operação Cash Delivery são: Goiânia, Aparecida de Goiânia, Pirenópolis, Aruanã, Campinas e São Paulo.

Os suspeitos são investigados pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. As investigação apontam que os valores repassados durante o esquema em 2014 ultrapassam R$ 10 milhões.

A PF conseguiu essas informações através de acordos de delação premiada de executivos da Odebrecht.

Perillo diz que ação é eleitoreira

Em nota à imprensa, a defesa de Perillo diz que a ação da PF a nove dias da eleição tem caráter eleitoreiro. “A busca e apreensão na residência do ex-governador há nove dias da eleição assume um caráter claramente eleitoreiro e demonstra um abuso por parte do Ministério Público e do Poder Judiciário. É, sem dúvida, uma clara interferência, indevida e perigosa, contra a estabilidade democrática”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here