Da Redação JM Notícia 

Edy Cesar é acusado de agredir garoto de 14 anos que usava camiseta do Bolsonaro

O advogado Edy Cesar emitiu uma nota a respeito da denúncia feita por uma mãe contra ele dizendo que ele havia agredido seu filho de 14 anos que usava uma camiseta com a fotografia de  Jair Bolsonaro.

Além de negar a agressão, o advogado, que foi afastado do cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-TO nesta segunda-feira  (29), relatou que os garotos andavam de bicicleta sem camisa e que provocaram os manifestantes do protesto contra Bolsonaro realizado no sábado na cidade de Palmas.

Leia ns íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Após participar da mobilização pacífica em repúdio a candidatura de Jair Bolsonaro #elenão realizada em Palmas neste sábado, 29, no Parque dos Povos Indígenas, afirmo publicamente que *NÃO COMETI NENHUMA AGRESSÃO CONTRA NINGUÉM, muito menos contra uma CRIANÇA*.

Acompanhado da minha família, esposa, filha e amigos que havia participado do ato, aconteceu o seguinte fato: ao me dirigir para o estacionamento percebi duas pessoas, sem camisa, jogando pedras nos veículos que estavam parados próximos à praça e ofendendo manifestantes.

Diferente do que foi afirmado nas redes sociais locais, no ocorrido não houve *NENHUM TIPO DE AGRESSÃO*. Ou seja, não houve nenhuma agressão, lesão ou confronto corporal.

Preocupado com a segurança das pessoas que estavam próximas a mim, apenas pedi com firmeza para que os meninos se retirassem dali e parassem com provocações em um ambiente que não tinha essa finalidade. Afinal, a mobilização contou com a participação de crianças, jovens, mulheres e várias pessoas idosas que se mobilizaram pacificamente.

A pessoa em questão, ao contrário do que vem sendo afirmado, estava descamisado, depredava veículos e proferia ofensas e xingamentos às pessoas que passavam, intimidando os participantes com o spray de pimenta que portava.

A notícia é tão falsa que o vídeo postado nas redes sociais não mostra absolutamente nenhuma violência física contra qualquer pessoa .

Defendo e sempre defendi a democracia e a liberdade de expressão. Não acredito em violência e nunca agi dessa forma. Diferente do que as pessoas que apoiam a candidatura do deputado Jair Bolsonaro pregam.

Vale destacar que a mobilização de ontem teve como objetivo justamente isso: mostrar que o caminho que queremos seguir é o do respeito às diferenças, da paz, amor, direitos iguais e da busca por uma sociedade mais igualitária. Esses são os valores que carrego comigo.

Reafirmo, não pratico ou pratiquei nenhuma violência.
Acredito e confio que a Justiça será feita.

Edy César