Da Redação JM Notícia

Tereza Cristina, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, e o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) (Foto: Divulgação)

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), presidida por Tereza Cristina, emitiu uma nota declarando apoio ao candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro. Reunindo 261 deputados federais e senadores, a frente anuncia que atende ao clamor do setor produtivo nacional formado por empreendedores individuais, pequenos agricultores e representantes dos grandes negócios.

“Como signatária do apoio irrestrito às ações do Judiciário e do Congresso Nacional durante o processo de impeachment, a FPA reafirma seu compromisso com o desenvolvimento sustentável da nossa agricultura e do Brasil”, diz trecho da nota enviada à imprensa assinada por Cristina.

A FPA diz ainda entender “que a geração de empregos e renda é a melhor forma de garantir estabilidade econômica e social, alcançando toda a população”, por isso declaram apoio ao candidato diante de um cenário político polarizado tão preocupante.

A Frente Parlamentar ainda mostra seu empenho no combate à corrupção, reforçando que pretende unir esforços para impedir que escândalos políticos venham a prejudicar ainda mais a economia brasileira.

VEJA TAMBÉM
Pastor Paulo Martins pede oração pelos candidatos apoiados pela Ciadseta

Leia a nota na íntegra:

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que reúne 261 deputados federais e senadores, anuncia apoio oficial ao candidato do PSL Jair Messias Bolsonaro, atendendo ao clamor do setor produtivo nacional, de empreendedores individuais aos pequenos agricultores e representantes dos grandes negócios.

Como signatária do apoio irrestrito às ações do Judiciário e do Congresso Nacional durante o processo de impeachment, a FPA reafirma seu compromisso com o desenvolvimento sustentável da nossa agricultura e do Brasil.

Entendemos que a geração de empregos e renda é a melhor forma de garantir estabilidade econômica e social, alcançando toda a população.

Alavancar nosso desenvolvimento econômico é a grande oportunidade de resgate da dignidade do povo brasileiro, a partir da construção de um Estado que proporcione educação, saúde e segurança pública de qualidade.

As recentes pesquisas eleitorais trazem o retrato da polarização na disputa nacional, o que causa grande preocupação com o futuro do Brasil.

Portanto, certos de nosso compromisso com os próximos anos de uma governabilidade responsável e transparente, uniremos esforços para evitar que candidatos ligados à esquemas de corrupção e ao aprofundamento da crise econômica brasileira retornem ao comando do nosso País.