Da Redação JM Notícia

De acordo com o site Congresso em Foco, apenas três presidenciáveis assinam compromisso com a comunidade LGBTI+: Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT) e Guilherme Boulos (Psol).

A Plataforma LGBTI+ Eleições 2018 faz a defesa dos direitos da comunidade, quem assina esse termo se compromete em “propor, criar e implementar rede de prevenção e proteção conta a discriminação e a violência para pessoas LGBTI+” e “zelar pela defesa do Estado Laico, Democrático e de Direito”.

Além dos presidenciáveis, 333 candidatos a deputados e senadores também assinaram a plataforma. Destes candidatos, muitos também se declararam gaus, lésbicas, bissexuais e trans. Além dos apoiadores da causa.

Fernando Haddad e a  vice Manuela D’Ávila 

Os primeiros a assinarem o termo foram Ciro e Boulos, que no lançamento do site, em 16 de agosto, se comprometeram com a comunidade. Haddad assinou nesta segunda-feira (1º) e escreveu uma carta para a Aliança Nacional LGBTI+.

“Manteremos nosso firme compromisso com a garantia dos direitos humanos da população LGBTI+”, prometeu o candidato do Partido dos Trabalhadores.

O diretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI+, Toni Reis, entrou em contato com quase todos os candidatos à Presidência, menos Jair Bolsonaro (PSL), que é considerado inimigo da comunidade gay por suas declarações “homofóbicas”.

Segundo ele, “Marina está estudando e o pessoal da diversidade tucana está vendo com o Alckmin”, já os demais candidatos não responderam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here