Pastores são criticados por declararem apoio a Jair Bolsonaro

Internautas revelam a polarização política entre esquerda e direita

Da Redação JM Notícia 

Pastores enfrentam críticas ao apoiarem o candidato do PSL

Diversos pastores evangélicos usaram suas redes sociais para declararem apoio ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), mas entre as mensagens de considerações e concordância, muitos internautas criticaram os pastores por acreditarem que o político tem ideias de ódio que são conflitantes com a fé cristã.

O pastor Júnior Trovão precisou deixar claro que em suas redes ele pode falar o que quiser. “Gosto dos meus irmãos e de todos aqui no Instagram, mas o insta é meu e por ser meu posto o que eu quiser e não o que você quer. Você posta no seu o que quiser, e comenta lá o que quiser. No meu eu posto o que quero e aceito o comentário que acho coerente. Se achar um comentário que ofende, vai ser bloqueado na hora”, disse o pastor.

Lucinho Barreto, pastor de jovens conhecido em todo o país, também foi criticado por apoiar publicamente Jair Bolsonaro. Entre os comentários negativos lemos: “Não te sigo aqui no Instagram mas te admirava. E quando soube que você apoia esse cara como presidente, fiquei sem entender. Lembro que em meados de 2016, eu comprei seu livro “Loucos por Jesus” que contava a histórias de vários mártires durante a história por amor a Cristo. Muitos deles foram torturados. Muitos deles foram encarcerados. Então apoiar um candidato que é a favor da tortura e exalta um torturador dentro do parlamento, é muita falta de coerência, pra não dizer hipocrisia. Esse senhor NUNCA irá me representar. Que Deus nos livre!”

VEJA TAMBÉM
Pr. Cláudio Duarte ministrará em congresso evangélico no TO em fevereiro

O pastor precisou gravar um vídeo dizendo que só Bolsonaro consegue enfrentar o Partido dos Trabalhadores e evitar que eles voltem ao poder.

André Valadão e Cláudio Duarte são outros pastores que também são atacados diariamente nas redes sociais depois do apoio político. Com humor, Cláudio Duarte gravou um vídeo dizendo que está perdendo seguidores e sendo odiado por algumas pessoas. “Mas nada disso define quem eu sou. Então é melhor você  já ir se acostumando, pois já estou decidido a votar em Jair Bolsonaro”, disse.

André Valadão declarou que a alternância de poder é “saudável e necessária” e que é “hora de tirar o PT do poder”, por isso ele apoia a candidatura de Bolsonaro.

Nos comentários, internautas chamam o candidato do PSL de racista, admirador da tortura e até o comparar com Hitler. “Hitler na cabeça dele e na sociedade doentia da época do mesmo, também achavam que estavam fazendo o certo, e por fazer o ‘certo’ exterminaram milhões de judeus. Vocês estão doentes neurológicamente e espiritualmente”, escreveu uma internauta.