Da Redação JM Notícia

Ambos são baianos, mas com estilos musicais bem diferentes. Enquanto um faz um som mais folk, o outro é considerado o sanfoneiro de Jesus com seu forró abençoado, mas mesmo assim Diego Karter e Sandro Nazireu se uniram e apresentam nesta sexta-feira (05) o single Dono do Tempo, canção escrita por Diego Karter e Filipe Carmet, que também assinam a produção da música.

“Quando a música ficou pronta eu rapidamente pensei que ficaria lindo se ela viesse com uma linha folk, mas trazendo nossa brasilidade então pensei em vir com uma sanfona chorando e tivemos a ideia de chamar o Sandro, que logo se identificou com a mensagem da música”, relembra Karter.

De acordo com Sandro, a mistura entre folk e forró deu uma liga impressionante e promete agradar muito os ouvidos e coração do público. “O tempo acaba sendo um inimigo, mas essa música traz o tempo como uma resposta de Deus e lembra claramente de Eclesiastes 3. Tenho certeza de que ela vai acalmar o coração de muita gente e nos impulsiona a entregar tudo nas mãos do Senhor e deixá-lO assumir o controle das nossas vidas”, conta o forrozeiro.

VEJA TAMBÉM
Cantor sertanejo ouve a voz de Deus e abandona música secular

Como forma de retratar bem a mensagem da música, os cantores optaram por uma ideia diferente para a capa do single. Ao invés de colocarem suas fotos, Diego e Sandro preferiram que a própria capa retratasse a ideia do tempo. “Na capa há quatro gerações trazendo uma criança com sua bisa e nos perguntamos quanto tempo se passou e quantos caminhos não foram trilhados pela bisa, mas ali está ela sorrindo e vendo que não foi em vão ela ter percorrido essa longa estrada e agora pode desfrutar de tudo que foi plantado”, explica Diego, que teve a ideia desenvolvida por Agatha Campos, da Produtora MÓ.

Então, os apaixonados por música podem esperar por uma musicalidade de dois baianos com muita sanfona, sotaque nordestino e, claro, muita influência da nossa Bahia, ou melhor, do Nordeste inteirinho nos detalhes da produção de Dono do Tempo.