Vereador Filipe Fernandes (PSDC)

Nesta quinta-feira, 11, o vereador Filipe Fernandes (PSCD) usou a tribuna para manifestar sua felicidade com o parecer do Tribunal de Justiça do Tocantins em cancelar a ação de inconstitucionalidade do ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha em reduzir o salário dos procuradores. O vereador diz que ação foi um crime cometido com os servidores.

Em março de 2017, o então prefeito Amastha anulou os atos administrativos que resultam no enquadramento funcional de 23 analistas técnico-jurídico para o de procuradores do município. Fernandes conta que na época, os vereadores de oposição votaram contra, porém não foram maioria.
“Amastha chamou os parlamentares de analfabetos e insinuou que votamos em uma matéria sem saber o assunto. Agora a justiça fez valer os valores dos servidores, que por mérito conquistaram o cargo. Agora o tal de Amastha terá que fazer política da fronteira para fora”, conta o vereador.