Da Redação JM Notícia

O cantor PG foi vítima de racismo depois que compartilhou nas suas redes sociais que apoiaria o candidato Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições presidenciais.

Assim como outras personalidades do meio, PG foi bastante criticado e perdeu alguns seguidores de suas redes sociais. Mas um comentário em questão o deixou indignado.

“Uma menina escreveu: você só apoia o candidato porque é branco e rico. Isso é racismo”, declarou o cantor.

PG nasceu no interior de São Paulo e foi morar na capital ainda adolescente, onde precisou trabalhar desde muito novo para conseguir sobreviver.

Ele nega que seja rico e faz questão de dizer que já trabalhou de várias funções, desde os 11 anos, até conseguir sobreviver de música. Ele completou 22 anos de carreira este ano e gravou um projeto especial em comemoração a essa data.

O cantor gospel também citou que não escolheu nascer branco e que não se sente privilegiado ou superior aos negros com quem sempre teve relação de amizade.

VEJA TAMBÉM
Adir Gentil desiste de candidatura a deputado federal para se dedicar à campanha de Amastha

Assista: