Da Redação JM Notícia

Prefeito Ronaldo Dimas participa da inauguração do Hospital dos Olhos

A inauguração do Hospital de Olhos do Tocantins, novo empreendimento em Araguaína, foi realizada na última quinta-feira, 11. Com uma megaestrutura de três mil metros quadrados e cinco especialistas em oftalmologia, o centro tem capacidade de atender a uma média de quatro mil consultas por mês, sendo 1500 pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além da realização de até 1500 exames e 300 cirurgias mensalmente.

O prefeito Ronaldo Dimas esteve presente na solenidade e ressaltou a determinação dos médicos idealizadores do projeto. “Esta inauguração marca um momento muito importante para Araguaína, o Hospital de Olhos é maior empreendimento privado da área médica hospitalar de nossa cidade. Já é uma referência na região. Agradeço o empenho e desejo desta equipe em estar sempre crescendo”.

De acordo com o médico idealizador do projeto, o oftalmologista João Arraes, o objetivo é transformar Araguaína na capital da oftalmologia, não só do Tocantins e Região Norte, mas também do Brasil. “A gente viu o potencial da cidade, referência para 1,2 milhão de pessoas, e percebemos que poderia se tonar a capital da oftalmologia, com tecnologia de ponta, atendimento aos mais carentes e também um centro de formação de novos profissionais, por meio da disponibilidade de residência médica”.

VEJA TAMBÉM
Deputado Elenil lamenta falta de atendimento a pacientes em Araguaína

Mais que um prédio, um sonho
“Não é só um prédio bonito, na verdade é fruto de um sonho que começou há 13 anos. À época, eu minha esposa sonhávamos com algo diferente. Plantamos a semente em 2008, quando nos mudamos para cá. Fomos recebidos de braços abertos e isso só confirmou que estávamos certos na escolha”, comentou Arrais sobre o início do projeto, que teve sua pedra fundamental lançada em 2016.

O médico acredita que ajudar a quem precisa é ter responsabilidade social, e por isso, o passo seguinte à chegada em Araguaína, dado em 2012, foi estruturar a continuidade do crescimento da oftalmologia na região Norte, onde há apenas um oftalmologista para cada 30.491 habitantes, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O índice considerado de pleno atendimento é de um profissional a cada 17 mil habitantes.

“Em 2012, já fazendo doutorado e parte do corpo docente do curso de Medicina da Universidade Federal do Tocantins (UFT), iniciamos uma campanha para trazer o curso de medicina para Araguaína. Foi um trabalho árduo e, neste ano, tivemos o primeiro edital para o curso que inicia no próximo ano”, contou sobre a expectativa das residências médicas em oftalmologia em Araguaína, a primeira do Tocantins.

VEJA TAMBÉM
Fernanda Ribeiro, irmã da deputada Luana Ribeiro assume superintendência da Funamc

Acesso pelo SUS
Para ter acesso ao atendimento pelo SUS, o paciente deve se consultar com um clínico geral na Unidade Básica de Saúde (UBS). É o clínico geral que fará o encaminhamento ao oftalmologista. “É um atendimento de excelência ao usuário do SUS. E vamos adaptar isso e crescer mais. Junto com o Estado, podemos trazer serviços de Goiânia, que hoje é nossa referência, para cá. Além da saúde, há o viés econômico, pois irá crescer o movimento e a disponibilidade de serviços no Município. Mais uma vez, Araguaína é uma referência”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Jean Coutinho.