Da Redação JM Notícia

ELEIÇÕES|| CGADB, maior convenção evangélica do país, ainda não decidiu apoio no 2º turno

No próximo dia 28 de outubro, acontecerá a votação do segundo turno das eleições presidenciais entre o deputado Federal Jair Bolsonaro, líder nas pesquisas de intenções de votos, e o ex-governador de São Paulo Fernando Haddad, que possui o apoio amplo de partidos de esquerda e do ex-presidente Lula.

Segundo apurado pelo JM Notícia a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), maior convenção evangélica do país, deve se pronunciar no máximo até sábado (20), sobre sobre qual candidato a entidade deverá apoiar.

Democraticamente, o pastor Welligton Júnior, presidente da CGADB deve realizar uma consulta entre os presidentes das convenções e ouvir a opinião de cada líder evangélico.

Segundo a pesquisa Ibope, Bolsonaro tem 66% da preferência entre os evangélicos contra 24% de Haddad, o melhor desempenho do capitão reformado entre todos os segmentos da pesquisa.

APOIOS

Líderes como Edir Macedo da Igreja Mundial, pastor Samuel Câmara, pastor José Alves Cavalcante, líder da AD Comadesma, Bispo Robson Rodovalho, pastor Sebastião Rodrigues de Souza, presidente da Assembleia de Deus em Mato Grosso e 1º vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), Bispo Manoel Ferreira, presidente Nacional das Assembleias de Deus Madureira no Brasil, Bispo Guaracy Silveira, líder da Igreja Quadrangular,  Missionário RR Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, são algumas das lideranças que já hipotecaram o seu apoio ao conservador Jair Bolsonaro.

VEJA TAMBÉM
Henrique Meirelles é chamado de "milagreiro" em culto da Sara Nossa Terra

A expectativa é de que a liderança manifeste apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro.

EX-PRESIDENTE APOIA

Quem já manifestou o seu apoio ao candidato Bolsonaro, foi o ex-presidente da CGADB, pastor José Wellington Bezerra da Costa.

Convenção CONEMAD-TO elege nova Mesa Diretora no TO; confira