Um homem identificado como Rogério Inácio Villas, de 47 anos, foi encontrado morto ontem à noite na pensão em que se hospedou Adélio Bispo de Oliveira, o homem que atentou contra a vida de Jair Bolsonaro.

Em informação de O Antagonista, o boletim de ocorrência informa ausência de sinais de violência e o corpo já apresentava rigidez cadavérica.

PF pede prorrogação de inquérito sobre facada em Bolsonaro

Fontes afirmam que Rogério esteve residindo na pensão por 3 meses e era usuário de drogas.

Bolsonaro comenta

No Twitter, Jair Bolsonaro comentou:

“Registrada a segunda morte na pensão que estava hospedado ex-integrante do PSOL que tentou me assassinar! Pode ser que seja muita coincidência, pode ser um novo Caso Celso Daniel a caminho! Que a verdade apareça!”

COMPARTILHAR