Da Redação JM Notícia 

Haddad ao lado do pastor Ariovaldo Ramos

O pastor Silas Malafaia usou o Twitter para ironizar a reunião realizada em São Paulo entre Fernando Haddad (PT) e líderes evangélicos que apoiam sua candidatura à Presidência da República,  se opondo a Jair Bolsonaro (PSL).

Rindo, Malafaia declarou que o pequeno grupo reunido em um hotel no centro da capital paulista não tem representatividade no meio e fez acusações contra o pastor Ariovaldo Ramos, petista e orgazidor do evento.

“A reunião de Haddad com evangélicos foi um fiasco. Um líder evangélico que recebeu grana com sua ONG dos governos do PT, um grupelho de gente sem expressão no mundo evangélico. Se sou Haddad ficaria morto de vergonha. Esqueci que eles não têm isso kkkkkkkkkkk”, escreveu Malafaia.

Durante este encontro,  Haddad acusou Bolsonaro de espalhar fake news contra ele ao falar sobre o kit gay,  material que foi recolhido graças a pressão da Bancada Evangélica. Também entregou uma carta assumindo o compromisso de não enviar ao Congresso pautas para legalizar o aborto ou as drogas.

Mas tarde, depois de gravar um vídeo dizendo que um verdadeiro cristão não pode votar em Fernando Haddad, Malafaia divulgou um segundo vídeo dizendo que está tentativa de se aproximar dos evangélicos é uma farsa.

Assista:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here