Da Redação JM Notícia

General Hamilton Mourão foi acusado erroneamente pelo cantor Geraldo Azevedo

O cantor e compositor Geraldo Azevedo declarou em um show no último final de semana que foi torturado pelo general da reserva Hamilton Mourão durante o regime militar.

Mourão nasceu em 1953 e no ano de 1969, ainda era um adolescente e não tinha ingressado no exército, logo, não poderia ser o executor da tortura sofrida pelo músico.

“Ele me acusa de tê-lo torturado em 1969. Eu era aluno do Colégio Militar em Porto Alegre e tinha 16 anos”, declarou o candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL).

Mourão promete processar o cantor, pois a declaração do músico foi usada por Fernando Haddad (PT) durante um discurso político, espalhando uma informação que não procede.

Com a repercussão do caso, Geraldo Azevedo emitiu uma nota se desculpando pelo “equívoco”. Mas se opôs à candidatura de Bolsonaro dizendo que “não há espaço no Brasil de hoje para a volta de um regime que tem a tortura como política de Estado e cerceia a liberdade de imprensa.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here