Alerta: Apóstolo vê ligação de rituais satânicos com Halloween

“Quem celebra o Halloween, enquanto se apresenta como cristão, está servindo a dois senhores”

Nos últimos anos o avanço da celebração do Halloween em diversas partes do mundo tem causado preocupação no apóstolo Joel Engel. O fundador da Escola Profética Unção de Elias afirma que essa celebração vai contra os princípios bíblicos.

“Essa é uma festa que não é somente pagã, é satânica. Nesta festa os satanistas comemoram o aniversário de Satanás e milhares de crianças são raptadas para serem sacrificadas neste dia”, criticou o apóstolo.

Igreja evangélica em Cuiabá oferece curso de libertação e expulsão de demônios

O apóstolo também lembra que apesar de parecer uma festa cultural inocente, existem relatos de bruxos e feiticeiros convertidos que apontam este dia como o pior do ano, onde acontecem muitos rituais, incluindo sacrifícios humanos.

A festa pode parecer uma celebração cultural inocente, mas basta conversar com algum convertido que já se envolveu com estes rituais para entender que existem muitas coisas por trás disso”, comentou.

No ano 2000, durante uma viagem aos Estados Unidos para ministrar em um seminário organizado pela Igreja do Evangelho Pleno, o apóstolo Joel Engel fez um alerta sobre a celebração do Halloween. Naquela ocasião houve também uma manifestação contra a festividade, promovida por mais de 200 jovens e adolescentes.

O apóstolo visitou naquela ocasião os estados de Nova York, Massachusetss e Connecticut, ministrando em diversas denominações dos Estados Unidos. Durante a pregação, o apóstolo falou sobre a necessidade de combater essas “tradições diabólicas”.

Mais do que uma festa pagã, o Halloween, ou “Dia das Bruxas”, esconde uma raiz de significados que remetem a idolatria, rituais macabros e feitiçaria”, lembra o apóstolo.

Ao tratar do tema a luz da Bíblia, o apóstolo Joel lembra que existem várias passagens que condenam essa prática. Ele afirma ainda que a festa norte-americana “remete a rituais condenáveis pela Palavra de Deus”.

“Não devemos andar em conformidade com o mundo, pois isso desagradaria ao Senhor”, disse. “Quem celebra o Halloween, enquanto se apresenta como cristão, está servindo a dois senhores”, continuou.

Com informações Ministério Engel