Da Redação JM Notícia

Vídeo mostra detentos do Pará prometendo resistência ao governo de Bolsonaro

Circula nas redes sociais um vídeo gravado em uma penitenciária do estado do Pará, onde os presos prometem resistirem às ações do futuro governo de Jair Bolsonaro que irá reprimir as ações do crime organizado.

O líder fala aos seus companheiros que “o crime nunca vai parar”, mesmo que tenha mais policiamento. “Nós nunca vamos parar, nós sempre vamos bater de frente com esta máquina opressora que tenta reprimir nós (sic)”, declarou.

O detento diz que faz parte do Comando Vermelho e que eles são mais fortes que a polícia, que o Primeiro Comando da Capital (PCC) e que as milícias. Com medo, ele pede aos seus amigos que rezem um Pai Nosso para conseguirem forças para o que os espera.

Há registros que o vídeo foi feito antes do resultado das eleições em 28 de outubro e não é possível saber se ele falava apenas do futuro governo de Jair Bolsonaro, ou do próprio governo do Estado. No segundo turno das eleições estaduais, Helder Barbalho (MDB) foi eleito governador do Pará.

VEJA TAMBÉM
Em nova profecia, Cindy Jacobs diz que Brasil viverá "tempos de prosperidade física e espiritual”

Durante a campanha, Barbalho prometeu solicitar a presença da Força Nacional de Segurança para combater o crime organizado. “Como a situação aqui fugiu do controle, um dos meus primeiros atos, caso seja eleito, será solicitar ao novo presidente da República a presença da Força Nacional de Segurança no Pará para cooperar com as nossas polícias, construindo um ambiente de pacificação que nos permita ter tempo e condições de estabelecer uma estratégia para combater a criminalidade”.

Assista:

BANDIDAGEM CONVOCOU PLENÁRIA BANDIDAGEM EM PÂNICO!!! Com a vitória de Bolsonaro , detentos do estado do Pará fazem reuniao pra definir os rumos do crime organizado. A que ponto chegamos…😔😔😔

Publicado por Rio de Nojeira Provisória em Terça-feira, 30 de outubro de 2018

 

 

Bolsonaro confirma mudança da Embaixada brasileira em Israel para Jerusalém e premiê comemora