Da Redação JM Notícia

Dr Rey visita Jair Bolsonaro e se oferece para ser ministro da Saúde

Nesta sexta-feira (9) o cirurgião plástico e apresentador Robert Rey, mais conhecido como Dr. Rey, esteve no Rio de Janeiro visitando o o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).
Durante a visita, Rey, que já havia demonstrado interesse em ser presidente do Brasil, se apresentou a Bolsonaro pedindo para ser nomeado como Ministro da Saúde.

Seu plano é implantar no Brasil um sistema de saúde de qualidade e acabar com o SUS como conhecemos hoje. “Eu quero falar a verdade, que talvez cogitam eu pra ministro da Saúde. Fui criado lá fora, conheço o sistema de saúde do primeiro mundo. Eu sou da mídia, seria legal ter uma representação da mídia dentro desse governo”, afirmou o cirurgião.

Aos jornalistas, antes de entrar na residência de Bolsonaro, Dr. Rey disse que “talvez Bolsonaro dê risada da minha cara”, mas que estava disposto a fazer o presidente eleito saber de suas intenções. “Eu só espero que talvez ele me cogite para ministro da Saúde.”

VEJA TAMBÉM
Magno Malta desiste de ser vice de Bolsonaro: Lauriete não quer ser senadora

Proposta de Dr. Rey para a Saúde

Ao falar sobre seus planos, o cirurgião plástico disse que pretende dar a todos os brasileiros um seguro privado, para que todos tenha acesso a um hospital de alto nível como o Albert Einstein.

“Todo brasileiro terá seguro privado. Todo mundo terá o Einstein. Todo mundo terá direito ao Einstein. Por que não?”, disse Rey, se referindo ao hospital israelita onde Bolsonaro foi atendido quando tomou uma facada.

Para o cirurgião brasileiro que foi criado nos Estados Unidos e conseguiu se formar na prestigiada Universidade de Harvard, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferecido no Brasil é um crime contra a humanidade”.

Ele declarou como exemplo que esperar até dois anos para fazer uma mamografia é “um crime”. “O que acontece no SUS é um crime. Eventualmente eu quero fechar o sistema público do SUS”, declarou.

Não é a primeira vez que o médico declara sua tristeza com o SUS, em entrevistas ele já chegou a contar casos de pacientes que ele visitou que, posteriormente vieram a óbito, com doenças fáceis de serem tratadas, mas por conta do descaso da saúde pública, essas pessoas perdem suas vidas.

VEJA TAMBÉM
Ricardo Gondim critica cristãos que apoiam Jair Bolsonaro e diz que candidato é "fascista e burro"

Depois de 15 minutos Dr. Rey deixou a casa de Bolsonaro, sem dar grandes detalhes da rápida visista ele disse à imprensa que a escolha está na mão de Bolsonaro.