Da Redação JM Notícia 

Comunidade de Agrotins
O vereador Milton Neris (PP) reuniu-se na noite desta terça-feira, 13, com moradores da vila Agrotins para discutir demandas e necessidades da Comunidade. O vereador relatou que uma das maiores dificuldade que a população enfrenta é a falta de irrigação, que atrapalha o desenvolvimento agrícola.
O vereador explicou que a vila passa por processo de regularização fundiária pelo Governo do Estado, através do Intertins, e que “em breve, aquela Comunidade será dona de seu pedaço de chão, o que é de direito”, pontou. Além disso, Neris relata que os moradores se queixam da falta de irrigação, pois, apesar do assentamento estar próximo ao Lago, a água não chega aos moradores, para ser consumida.
“Precisamos que a irrigação seja um instrumento de transformação, para que possam produzir o ano todo e gerar emprego. Essa é uma demanda da coletividade”.
Neris também contou que, na Comunidade há espaço para implantação de um posto de saúde, e em parceria com Associação, um médico poderia atender algumas vezes por semana os moradores da região. “Na zona rural são mais de 240 famílias, uma comunidade grande que precisa desse serviço público, uma vez que deslocam até o bairro Taquari para usufruir de atendimento”, relatou.
Durante a reunião, também foi discutido uma forma de aproximar as crianças aos Centros Municipais Educação Infantil – CMEIS, e novos horários da linha de ônibus da região, que funcionam apenas durante a semana.
Conforme o vereador, a Comunidade está confiante na gestão de Cinthia Ribeiro, que mostra ter um olhar diferenciado aos que necessitam. “É preciso entender que o homem do campo precisa de apoio para escoar sua produção e alavancar o desenvolvimento. Queremos que a vila Agrotins seja uma referência produtiva na Capital e que haja revolução no campo, para melhorar a vida das pessoas”, explicou.
Na oportunidade, o parlamentar convidou os vereadores e população para participarem da reunião com a Comissão de empresários da Avenida Tocantins e equipe técnica da prefeitura, às 16h, na Secretaria de Infraestrutura, para definir o cronograma de execução emergencial, para a intervenção imediata, abertura dos cruzamentos e sinalização da Avenida. “A partir desse momento, iremos discutir o projeto definitivo de revitalização da Avenida, desta vez em trabalho conjunto de forma que fortalece economicamente os empresários que geram renda e todos que ali frequentam e residem”, frisou.