Da Redação JM Notícia

Lixo hospitalar armazenado irregularmente em galpão do deputado Olyntho Neto

O Governo do Tocantins contratou uma nova empresa para recolher o lixo dos hospitais públicos, substituindo assim a Sancil Sanantonio Construtora e Incorporadora LTDA, empresa que teve o contrato cancelado após polêmicas de descarte ilegal.

A empresa que assumirá o serviço será a Dantas e Cavalcante Ltda que começou a recolher os resíduos nesta quarta-feira (14), no Hospital Regional de Araguaína. O material será levado para Imperatriz (MA), onde deve ser incinerado.

Além de Araguaína, a empresa também prestará atendimento nas unidades de Palmas, Paraíso, Miracema, Araguaína, Arapoema, Augustinópolis, Pedro Afonso, Xambioá e Guaraí.

Entenda o caso

No começo de novembro a Polícia Civil descobriu um depósito irregular de lixo em Araguaína. Duzentas toneladas de lixo foram encontrados em um galpão onde supostamente funcionaria duas empresas do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB), filho do ex-juiz João Olintho.

Olintho é um dos sócios da Sancil, empresa que era responsável por recolher e descartar em local apropriado o lixo de 13 hospitais de várias regiões do Estado.

VEJA TAMBÉM
Família denuncia Hospital Geral de Palmas ao MPE por falta de leito na UTI

A Justiça determinou a prisão do ex-juiz e duas sócias da empresa. Eles não foram encontrados em suas casas e já são considerados foragidos. As acusações são de associação criminosa e crime eleitoral.