Da Redação JM Notícia

Fernanda Lima e Camila Mantovani falam sobre aborto

Uma militante do PSOL que assume como evangélica defendeu o aborto durante o programa “Amor e Sexo” que foi ao ar na última terça-feira (13), causando grande estranhamento para o público.

Camila Mantovani faz parte da “Frente Evangélica pela Legalização do Aborto” e frequenta a igreja do pastor Henrique Vieira, da Igreja Batista do Caminho, o mesmo pastor que chegou a afirmar que o deputado feral Jean Wyllys “representa a presença de Cristo no Congresso”.

Em sua fala, a jovem militante afirma que “o fundamentalismo religioso” impede o avanço da discussão do aborto no Brasil e, na visão dela, “não se pode pautar as políticas públicas segundo as nossas concepções de pecado”.

Fernanda Lima, apresentadora do programa, chegou a usar dados para mostrar que as mulheres cristãos são as que mais abortam no país. “O aborto é crime no Brasil, mas a cada minuto uma mulher cruza a fronteira da ilegalidade para interromper uma gestação. 88% delas se declaram religiosas e a grande maioria tem filhos”, disse.

VEJA TAMBÉM
Dr. Rey quer ser presidente do Brasil: "cara de brasileiro, honestidade de americano"

Assista: https://globoplay.globo.com/v/7159808/